Notcias

O ensino coletivo da msica tema de capacitao dos professores de cordas do Moinho Cultural

Corumbá (MS)- A universalização da música e a certeza de que todos possuem a capacidade de aprender e desenvolver novas habilidades. Esse é o foco da capacitação oferecida pelo Moinho Cultural aos seus colaboradores e profissionais que atuam na instituição com o ensino musical de cordas.

A temática desenvolvida pelo professor de violino e coordenador do programa de ensino coletivo de cordas do Instituto Baccarelli, João Márcio Galvão, foi apresentada para os professores do Moinho Cultural e irá contribuir na formação e aprendizado dos alunos de música atendidos pelo IMC.

De acordo com João Márcio, que atua desde 2002 trabalha no desenvolvimento de técnicas voltadas para o aprendizado coletivo, todo trabalho é desenvolvido por etapas e tem o objetivo de ampliar a visão profissional de que todos tem a capacidade de aprender música.

“Eu realizo esse trabalho de ensino coletivo desde 2002 que é pensado por habilidade onde todas as crianças tem a oportunidade de aprender a tocar um instrumento. Eu sou professor e coordenador pedagógico do instituto Baccarelli no curso de cordas e lá nós desenvolvemos um trabalho onde as crianças passam por cada etapa e tem a oportunidade de aprender novas habilidades”, disse.

O professor destaca que o aprendizado musical e o desenvolvimento das habilidades artísticas contribuem não apenas para uma formação profissional como também cidadã.

João Márcio é professor de violino e coordenador do do programa de ensino coletivo de cordas do Instituto Baccarelli / Fotos: Erik Silva

“Eu vejo uma riqueza muito grande em todo esse processo, porque quando uma criança tem a oportunidade e acesso ao ensino da música, ou da arte em geral, ela tem a possibilidade de ter uma transformação em sua vida, na forma de pensar, na forma de agir de lidar com situações. Ela começa a ganhar oportunidades independentemente se ela vai seguir lá na frente com a música ou com a dança, ela pode ser uma pessoa com valores importantes, com respeito, com o cuidado com o próximo, e essas questões de cidadania também são adquiridas através da arte independentemente da profissão que ela vá seguir”, destaca.

Nova percepção

João Márcio ressalta ainda que a técnica desenvolve nos profissionais que atuam no ensino de música uma nova percepção sobre a capacidade de aprendizado dos alunos.

“Esse trabalho tem uma visão diferente sobre o ensino, quando o professor faz esse curso ele percebe que realmente todas as crianças tem capacidade, todos são capazes, e o que ele precisa é saber como trabalhar essa informação e a partir do momento que o professor tem essa consciência [de que todos os alunos podem aprender], tudo muda na sala de aula, o professor precisa ter um plano, um processo de ensino muito bem planejado, ai ele fragmenta esse processo de ensino e trabalha passo-a-passo com revisão, e o que acontece é que o resultado musical é incrível desde aquela criança que tem um ritmo de aprendizado mais rápido, até aquela que segue dentro do seu próprio tempo aproveitam 100% da aula e esse processo provoca uma mudança”, finaliza.

Professores e colaboradores participam de capacitação no Moinho Cultural

Kaiza da Costa é uma das professoras do Moinho Cultural que participaram da capacitação e destacou o enriquecimento dos ensinamentos que serão aplicados também em sala de aula aos alunos do instituto.

“É uma forma de nos capacitar e assim oferecermos o melhor para nossos alunos nas aulas. Hoje temos uma visão diferenciada com cada aluno, respeitando o seu tempo, mas sabendo que todos têm a capacidade de aprender da sua forma, e assim, nos preparando para saber compartilhar esse conhecimento temos certeza que todos terão condições de absolver esse ensinamento”, disse.

Aluna há oito anos do Moinho Cultural Flávia Carol

Há 8 anos no instituto Moinho Cultural a aluna Flávia Carol, se sente privilegiada em poder adquirir essa experiência ao seu conhecimento musical.

“Estudo desde os 10 anos aqui no Moinho e é uma honra participar desse trabalho, a preocupação de sempre estarmos em contato com profissionais qualificados e nos proporcionar novos conhecimento só contribui para nosso crescimento”, destacou.

O coordenador do curso de cordas do Moinho Cultural, Emanuel Teixeira, destacou a importância da capacitação do profissional que atua no ensino.

Coordenador do curso de cordas do IMC Emanuel Teixeira

“Mais do que se capacitar, é igualmente importante buscar algo novo, inovador que possa beneficiar o individual através do coletivo. Precisamos sistematizar o ensino para que o aluno, o aprendiz possa desenvolver muito bem esses conhecimentos que são passados e colhermos bons resultados mais na frente. É agregar sempre com um processo passo a passo para que todos possam crescer juntos”, concluiu.

O Moinho Cultural conta com o patrocínio da Vale, Cielo, Itaú Social e Brazil Foundation.

 

 

Instituto Moinho Cultural - 2015